Como começar um e-commerce de sucesso

Começar uma loja virtual pode ser um grande desafio! Saiba como estruturar um e-commerce de sucesso e gere mais vendas em seu negócio online.

Se você acompanhou o Instagram da DialHost nos últimos dias, notou que nossa equipe participou do maior evento de e-commerce do Brasil, o Ads&Performance.

No evento, foram apresentadas as maiores tendências para o comércio eletrônico em 2019 e nos próximos anos, além de muito conteúdo para quem está começando a vender online.

Fizemos um compilado dos principais tópicos abordados pelos palestrantes e reunimos neste artigo especial para quem está começando ou pensando em realizar vendas pela internet, espero que gostem.

Por que sua loja virtual existe?

Bom, pode parece ser uma pergunta boba, afinal todo empreendedor começa um negócio visando vender e ter lucro vendendo produtos ou serviços. Contudo, é importante saber a missão do seu negócio para com o mundo, pois, ainda que dinheiro seja importante para a sobrevivência de qualquer empresa, é preciso gerar valor para seu cliente.

Entender o porquê da existência do seu do seu e-commerce ajuda a definir qual dor do mercado você está sanando e buscar sempre as melhores estratégias para aumentar receita e diminuir custos. Por isso, sempre busque entender quem é seu cliente ideal e como você pode ajudá-lo com sua solução para que ele perceba o valor que você quer entregar.

Conheça a jornada do cliente

Se você já identificou o motivo da existência do seu negócio mas ainda não conhece a jornada dos seus potenciais clientes, você pode estar perdendo muito dinheiro!

Entender o caminho que seus clientes fazem até finalizar uma compra é crucial para agir de forma certa em cada momento. É preciso saber em qual etapa seu cliente ideal está antes de realizar uma compra, pois assim você consegue guiá-lo até o momento da compra.

Digamos que você vende tênis de corrida. Parece ser um produto comum, não é mesmo? Entretanto, nem todo mundo sabe que precisa de um tênis de corrida e os benefícios que ele pode trazer para quem o tem. A pessoa pode estar em um ou mais momentos, como podemos ver abaixo:

  • Descoberta: A pessoa identifica que existe uma “dor” e procura por respostas: “Preciso emagrecer, vou começar a caminhar” ou “Dores no pé ao caminhar, como resolver?”;
  • Consideração: Ao buscar por “remédios” para as dores, acaba encontrando possíveis produtos ou soluções em seu blog ou canal de comunicação que podem amenizar sanar suas dúvidas, então busca por considerações de qualidade, preço, benefícios, etc.;
  • Compra: Assim que encontra a solução, realiza a compra e torce para ter feito a escolha certa, logo vem a próxima etapa;
  • Retenção: Se seu negócio, de fato, entrega o valor que você se predispôs a entregar, nada mais que satisfação seu cliente terá ao perceber que fez uma boa escolha. Além disso, pode manter uma comunicação constante através de e-mails marketing, SMS, campanhas e outros canais para que o cliente lembre sempre de você;
  • Advogados: Pode ser uma palavra forte, mas um advogado é aquele que defende seus clientes com unhas e dentes, e você deve querer que seu cliente seja igual, defenda sua marca e seus produtos em todos os momentos. Busque por essa posição sempre!

É possível perceber que a jornada do cliente é um processo longo e árduo, mas uma vez que você consegue chegar (e manter) essa posição, seu negócio vai longe!

Entenda os dados

Saber o propósito e a jornada é muito importante, e, se você quer que sua empresa cresça, é preciso medir as ações para ter certeza que os resultados que estão vindo são positivos.

Existem muitas formas de realizar a medição da performance do seu negócio, bem como auxiliar no entendimento dessas informações captadas e ter insights para realizar ajustes ou impulsionar o que está dando certo.

Atualmente, as ferramentas básicas (e gratuitas) para medir qualquer negócio online são o Google Analytics e o Facebook Insights, porém já existem muitas outras ferramentas que podem te auxiliar nesse processo.

Não adianta medir se não conseguir ter o entendimento dos dados, pois isso impacta diretamente na forma como você irá gerir seu negócio.

Imagine que de 100% das visitas que seu site recebe, 80% vem de dispositivos móveis, se seu site ainda não está adaptado para celular, você pode estar perdendo muitas vendas. Outra análise interessante é: imagine que mais de metade do tráfego do seu site está vindo do Facebook, mas você vem criando conteúdos apenas para o Youtube. O esforço pode estar sendo direcionado para o canal errado e isso pode causar prejuízos a longo prazo.

Sendo assim, mapeie tudo que puder e busque sempre entender o que seus dados estão dizendo, assim você tomará as atitudes necessárias para ter sucesso.

Faça automações

Bom, se você já está medindo seu negócio, provavelmente já percebeu que muitas atividades vão ficando manuais e é preciso automatizar para ganhar tração ou escalar o negócio.

Existem muitas aplicações para auxiliar na automatização e otimização do seu negócio, como enviar e-mails automáticos após uma compra ou ciclo, gerenciar estoque de produtos, alterações de preços, cálculos de frete e prazo de entrega, comunicação com cliente e diversos outros.

A automatização facilitará o trabalho da sua equipe, gerando mais agilidade nos processos diários. É importante prestar atenção para manter a identidade do seu negócio, garantindo uma comunicação personalizada para seus clientes.

Pense na logística

Se você vende produtos físicos, imagino que um dos maiores custos seja com a logística, pois depende de diversos fatores para garantir que seu cliente receba o produto certo, no dia certo, do jeito certo. Embalar produtos, identificar e enviar para os correios ou distribuidora pode ser um caos e com grande chance de enviar um pedido errado.

Sendo assim, estruturar seu processo de envio é uma das melhores formas de adaptar a grande demanda que pode vir ao começar a aplicar as dicas acima.

Também têm surgido algumas empresas para auxiliar empresas nesse processo de logística, com soluções inovadoras que podem gerar mais agilidade, inteligência e precisão nos envios de produtos.

Design e experiência do cliente

Existe uma frase famosa do Reid Hoffman que diz “Se você não tem vergonha da primeira versão do seu produto, você demorou demais para lançar!”.

Sabemos que quando se cria um negócio, é comum lançar faltando alguns aspectos interessantes para os usuários como layout, design e usabilidade. Ainda que isso seja comum no início, é necessário se preocupar em entregar sempre a melhor versão do seu site para o cliente, lógico, considerando o momento que sua loja se encontra.

Cada dia que passa as pessoas estão mais conectadas e isso faz com que fiquem cada vez mais exigentes com a experiências que elas têm, independente se é no site, entrega, suporte ou sac. Isso faz com que as empresas invistam cada dia mais em experiência e seu negócio não irá fugir disso.

Busque sempre criar experiências inovadoras e diferenciadas para que o usuário esteja disposto a voltar e consumir mais da sua loja, seja enviando uma cartinha manual, e-mail com um gif ou cupom em seu aniversário.

Considerando esses pontos citados, é importante se preocupar sempre com a evolução e experiência dos seus clientes com seu negócio e isso irá impactar na forma como o mercado enxerga sua empresa. E, se você tem uma equipe para fazer seu e-commerce funcionar, ter um propósito da empresa bem definido fará com que a performance dos times aumente e o atendimento ao cliente seja o melhor.

Compartilhe este artigo:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
E-mail
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor:

Outros artigos:

Novidades do Blog

Deixe seu e-mail abaixo para passar a receber promoções e novidades do nosso Blog.