Cacheando informações do WordPress com Redis

redis

redis

Finalizei o meu post anterior com a promessa de trazer um post sobre o uso do Redis para fazer o cacheamento de informações do WordPress. É preciso deixar bem claro que estes procedimentos podem ser úteis para diversas configurações do Redis como cacheamento, irei apenas utilizar de exemplo o WordPress. Utilizo o WordPress como exemplo apenas por ser um CMS bem popular e acredito que tem muita gente que vai gostar de ter estas dicas para configurar seu WordPress e deixar ele voando!

Para os que ainda estão um pouco perdidos com relação ao que é o Redis, volto a explicar. O Redis é um servidor de estruturas de dados que pode ser usado como um servidor de banco de dados ou utilizado em paralelo com o MySQL para aumentar o seu desempenho.

Nele podemos gravar informações em Strings, Integers, Lists, Sets, Ordered Sets e Hash Tables.

No exemplo que iremos montar abaixo ele irá funcionar como um cache persistente. Quando uma uma página for carregada pela primeira vez a query do banco será executada no servidor. Neste momento o Redis irá cachear a query. Após isto qualquer usuário que acessar esta mesma página terá o resultado vindo do Redis, sem a necessidade de consultar o banco novamente.

Mas chega de lenga lenga e vamos ao que realmente interessa. Configurar esta belezinha. Para isto vou utilizar um instância Cloud com Ubuntu 14.04 que tenho aqui na DialHost

Instalando o Redis

Para a instalação dele com o WordPress vamos precisar de dois packages em seu servidor: o redis-server e o php-redis ( Neste caso irei utilizar a branch php7 para conseguir configurar com o PHP 7). Para isto já estarei logado como root.

1. Instalando o Redis server

 

2. Instalando o php-redis

 

3. Movendo ele para o /etc/

 

4. Instalando e configurando o módulo

 

5. Habilitando a extensão no php.ini e dando o restart no apache

6. Agora é só testar a versão do seu módulo.

Configurando o Redis como Cache

Como nosso objetivo para este projeto é cachear as requisições do WordPress vamos configurá-lo como cache. Para isto temos que seguir os passos a seguir.

1. Vamos adicionar as linhas abaixo no arquivo /etc/redis/redis.conf

Linhas para adicionar:

 

Comando para adicionar:

 

Após fazer a inserção das linhas salve e feche o arquivo.

Configurando o seu WordPress

Agora que o Redis já está rodando, é hora de configurar ele para trabalhar junto com o WordPress.

1. Para isto Vamos precisar de baixar o script object-cache.php para a pasta wp-content.

 

2. Agora precisamos ir no wp-config.php e configurá-lo com a chave de cache que terá o nome do seu site além de habilitar o cache persistent com o Redis. Para isto adicione as duas regras abaixo, ao final da seção “* Authentication Unique Keys and Salts”

 

3. Por fim, salve o arquivo e reinicie os serviços do Redis, o Apache e o PHP7-fpm.

Conclusões

Após configurar a integração do Redis, podemos reparar um ganho no uso de recursos e na velocidade de carregamento da página. Como dito no começo deste artigo isto é porque não teremos que consultar o nosso banco de dados toda hora mais. O Cache vai agilizar, retornando todas as informações que ele cacheou em sua memória. Caso você queira monitorar o funcionamento do seu Redis basta usar o comando redis-cli

 

 

Felipe Moraes
Felipe Moraes

Desde pequeno eu adorei tecnologia e este sentimento me fez estudar e trabalhar com desenvolvimento, design de interfaces e interação. Esta vontade de melhorar e aprender com a tecnologia me fez estar aqui na DialHost desde 2012.

Cloud computing para grandes sites em WordPress

Cloud para grandes sites em WordPress

Cloud para grandes sites em WordPress

Estamos em uma era que não podemos negar o poder do WordPress em administrar sites. Muito além dos antigos blogs que víamos sempre por aí, grandes sites, portais e até mesmos lojas
virtuais já podem, e estão utilizando desta plataforma para se estabelecerem online. É o caso de sites como o do ministério da cultura, USP (Universidade de São Paulo) e o próprio iMasters.

Estes tipos de sites tem em comum alguns pontos que não permitem mais funcionar normalmente dentro de uma estrutura compartilhada. A utilização de plugins para controle
e segurança do WordPress e o nível de personalização do próprio WordPress para atender as demandas destes tipos de projetos podem ser um fator a se analisar. Mas sem dúvida o
fluxo de processos, acessos e atualizações de banco de dados que superam, e muito, qualquer estrutura fornecida por planos comuns de hospedagem são o maior fator a se considerar aqui.

Estrutura Dedicada do cloud

Ao contrário das hospedagens compartilhadas uma estrutura em cloud computing permite a disponibilização de recursos dedicados ao projeto. Isto quer dizer, mais segurança, estabilidade e desempenho para o projeto que não será influenciado por outros sites que estão no mesmo servidor.

Nesta estrutura é possível pensar de forma escalada os recursos que vão atender a esta alta demanda do projeto. Sejam recursos para o fluxo normal de utilização do site ou para um momento de pico o cloud computing permite aos administradores de desenvolvedores se precaverem contra ultrapassar o uso de recursos como, memória, espaço em disco e VCPUs conforme o crescimento do uso destes sites.

O patamar de informações que circulam neste tipo de projeto precisa estar muito bem alinhado com os recursos aplicados ao servidor que o sustenta. Um erro aqui pode ser o fim da estabilidade do site.

Separação de banco de dados

O WordPress, como um bom CMS, realiza o controle de informações dentro de banco de dados. Assim, pode não parecer tão claro mas, se preocupar com o acesso, estabilidade e cacheamento desta base de dados é o fator que deve estar no top 1 das preocupações do seu projeto.

A Notícia boa é que com uma estrutura em cloud é possível criar um cluster de banco de dados. Este cluster é responsável por separar em diferentes instâncias sua aplicação web (que vai possuir acesso dos seus usuário) e a escrita/leitura dos dados no banco de dados que serão feitas pela aplicação. Em um post feito no Blog da DialHost expliquei sobre o funcionamento do cluster de banco de dados e como esta arquitetura balanceia a quantidade de requisições ao banco.

Balanceando as cargas de acesso

Do lado da aplicação é possível balancear os processos. Com o balanço, sua rede direcionará os acessos ao WordPress para instâncias separadas de forma uniforme. Por fim você otimizará a utilização dos recursos e evitará sobrecargas que poderiam ocorrer em uma instância única.

Cacheamento dos dados em nível de servidor com Redis

O Redis é um servidor de estruturas de dados que pode ser usado como um servidor de banco de dados. Ele também pode ser utilizado em paralelo com o MySQL para aumentar o seu desempenho. Ele é recomendado para ser configurado como cache. Desta forma ele é capaz de aliviar o consumo que as queries de banco de dados usam para renderizar a página em WordPress.

Como resultado teremos um WordPress renderizado muito mais rápido, o consumo bem menor dos bancos de dados e cache persistente e ajustável.

Como podem ver, este artigo não foca mais naquelas simples soluções baseadas em otimizações feitas por plugins do WordPress que funcionam em diversos blogs menores. Aqui estamos falando  em soluções para
grandes sites que tem acessos e processos bem mais robustos. Nestes casos ter o controle total das requisições, rede, banco de dados são de fato os maiores responsáveis pela estabilidade do site.

Para o próximo artigo, vou escrever sobre a configuração do Redis para manter o cacheamento das informações do WordPress. Então até lá.

Felipe Moraes
Felipe Moraes

Desde pequeno eu adorei tecnologia e este sentimento me fez estudar e trabalhar com desenvolvimento, design de interfaces e interação. Esta vontade de melhorar e aprender com a tecnologia me fez estar aqui na DialHost desde 2012.

WordPress 3.6 Release OverView

WordPress 3.6 release overview . 20 de setembro de 2013 . São Paulo

Chamada para o WordPress 3.6 release overview

No dia 20 deste mês (setembro), teremos o primeiro evento dedicado às atualizações do WordPress, realizado no Brasil. O evento organizado pela Apiki, e que conta com o patrocínio da DialHost, irá discutir junto a um grupo seleto de convidados sobre as novidades do WordPress 3.6 e o futuro da ferramenta no mercado.

Atualmente, o WordPress é a plataforma de desenvolvimento de site dinâmicos e publicação de conteúdo mais utilizada no mundo e entre duas e três vezes ao ano é lançada uma nova atualização que trazem mudanças e correções significativas no seu sistema. Para apresentar estas novas versões que estão chegando, nós apoiamos a ideia da Apiki na organização do primeiro de muitos WordPress Release Overview. Neste evento serão retratados assuntos como as novidades que ainda virão em 2013 e palestras como:

  1. Menu. Nova experiência de uso.
    Com Mayara Alanna
  2. Novo design. Ousadia e alegria.
    Com Gabriel Fernandes e José Guilherme
  3. HTML 5. As novas marcações semântica.
    Com Yago Silva e Luan Ramos
  4. Auto save, Post lock e In-line Login. O que essa tríade representa?
    Com Mayara Alanna
  5. Miscelânea de novas funções.
    Com Daniel Antunes

O Evento ocorrerá em São Paulo. Para os interessados em mais detalhes sobre o WordPress 3.6 Release OverView ou em participar dos outros eventos que virão é possível se cadastrar através do site http://apiki.com/wordpress-3.6-release-overview.html. Mas lembramos que as vagas são limitadas e os participantes serão selecionados pelos organizadores.

DialHost
DialHost

Contamos com nosso DataCenter no Brasil de alta qualidade, estabilidade e confiança para hospedar seu site. Utilize poderosas ferramentas para otimizar o uso do seu serviço e seja sempre atendido de forma rápida e clara pelo nosso atendimento 24h.

Nginx e Varnish na Hospedagem WordPress

nginx e varnish

Imagem: Marcas Varnish e Nginx.

Clientes da hospedagem WordPress da DialHost, agora já contam com Nginx e Varnish em suas hospedagens. No último mês trabalhamos duro para anunciar essa mudança. Horas e horas de testes, conteúdos e de domínios para chegar a melhor configuração, que agora pode ser anunciada.

Essa mudança veio para melhorar o desempenho das instalações WordPress, deixando-os mais rápidos e obtendo melhores resultados para seus usuários. Isso tudo se deve às características dessas duas Ferramentas que trabalham efetivamente em conjunto com o WordPress

Nginx

O Nginx é um servidor HTTP, rápido, leve, e com inúmeras possibilidades de configuração para melhorar performance. Ele trabalha juntamente com o Apache e permite a realização das mesmas tarefas consumindo menos memoria que o Apache sozinho. Isso é possível porque o Nginx acelera o processo no trabalho em conjunto das duas ferramentas.

Varnish

O Varnish é um acelerador HTTP, projetado para sites web dinâmicos com alto volume de conteúdo. Ele é capaz de acelerar o seu site em até 300x, fazendo análises de conteúdos acessados. Através dessas analises ele consegue gerenciar suas páginas e armazenar cache de forma otimizada.

Em testes de laboratório, foi verificado que usando essas duas ferramentas, o tempo de carregamento dos sites diminuíram cerca de 60%. Para saber mais sobre o assunto você pode acessar os links:

Outras referências:

Aproveite e confira nosso plano de Hospedagem WordPress.

DialHost
DialHost

Contamos com nosso DataCenter no Brasil de alta qualidade, estabilidade e confiança para hospedar seu site. Utilize poderosas ferramentas para otimizar o uso do seu serviço e seja sempre atendido de forma rápida e clara pelo nosso atendimento 24h.

Crie shortcodes para WordPress – Artigo iMasters

shortcodes para WordPress

WordPress ShortCodes

Antes de falar sobre os shortcodes para WordPress gostaria de dizer que agora, além do blog da DialHost, que sempre utilizo para escrever sobre o WordPress e dar dicas, começo também a escrever para o iMasters, focado em profissionais de nível avançado.

Portal iMasters é uma grande parceira da DialHost. Não só com todo conteúdo e usando nossa infraestrutura, como também parceira no projeto Hospedagem para WordPress.

Por fim este é o meu primeiro artigo, sobre como criar shortcodes para WordPress, funções úteis e muito conhecida pra quem trabalha com WP.

Fique atento e use mais esse canal para ajudar você que trabalha com WP.

Links úteis:

Seção WP do iMasters

Categoria de WordPress no Wiki da DialHost

Quer uma hospedagem 100% focada em WordPress? Conheça nosso serviço especializado

DialHost
DialHost

Contamos com nosso DataCenter no Brasil de alta qualidade, estabilidade e confiança para hospedar seu site. Utilize poderosas ferramentas para otimizar o uso do seu serviço e seja sempre atendido de forma rápida e clara pelo nosso atendimento 24h.