Certificado SSL Gratuito com um clique

Imagem Ilustrativa - Fonte Freepik

Imagem Ilustrativa – Fonte Freepik

Gratuito com um Clique?

SIM! Desde abril, a DialHost disponibiliza para todos os clientes o certificado SSL gratuito, gratuitamente, sem jogadinhas de marketing. Enquanto a sua hospedagem estiver conosco você pode emitir, reemitir e renovar o seu certificado de forma simples e rápida.

Nós também tomamos conta do Certificado para você, enquanto você for cliente, ele será sempre renovado, de forma automática.

O que é um Certificado SSL?

SSL (Secure Socket Layer) é o acrônimo para uma tecnologia de criptografia para navegação web. Essa tecnologia garante que todos os dados trafegados por um website que possuí um Certificado SSL está protegida e privada, ela também pode ser chamada de TLS (Transport Layer Security).

Porque usar um Certificado SSL?

  • Segurança: garante que ninguém está observando os dados.
  • Confiabilidade: o visitante do site se sente seguro ao ver que está em um ambiente protegido
  • SEO: vários buscadores dão mais preferencia a sites seguros.
  • Requisito em alguns segmentos: segmentos do tipo de eCommerce por exemplo, precisam de um certificado SSL para transacionar dados de cartão de crédito

 

Pedro Maia
Pedro Maia

Desenvolvedor front-end na DialHost, estudante de Sistemas de Informação na PUC Minas. Apaixonado por desenvolvimento de aplicações web e bacon.

Parte I – Introdução aos frameworks

Introdução a Frameworks

Diagrama ilustrativo sobre a interseção de funcionalidades comuns em aplicações semelhantes

Ao pé da letra, framework é uma abstração de soluções prontas para problemas comuns. Por exemplo, um e-commerce procura um conjunto de ferramentas que ajudem no seu funcionamento, como carrinho de compras, cálculo de frete, etc. Cada framework tem suas características e, por consequência, vantagens e desvantagens.

As maiores vantagens de fazer uso de Framework são:

  • Desenvolvimento rápido.
  • Não precisa de reinventar a roda, existem várias bibliotecas prontas.
  • As bibliotecas geralmente são bem testadas, documentadas e bem escritas.
  • A segurança é maior. Geralmente os frameworks já cuidam dos filtros de XSS, SQL Injection, session hijacking.
  • Seguem um padrão de escrita, como PSR-0, 1, 2… Isso torna o código mais limpo e legível.

Por outro lado, existem desvantagens:

  • A curva de aprendizado é alta, demora um pouco para aprender como usá-los.
  • Para criar novas funcionalidades você precisa de um tempo maior para aprender como o Framework funciona.
  • Se existe algum exploit ou falha de segurança, sua aplicação precisa esperar um patch da equipe que desenvolve o Framework.

Diferenças entre frameworks full stack e non-full stack.

Frameworks full stack obrigam você utilizar todo ecossistema deles, mesmo que seja apenas para usar uma ferramenta. Os non-full stack ou modulares, deixam a critério do desenvolvedor escolher o que vai usar e ainda existe a possibilidade do desenvolvedor usar as bibliotecas do framework em projetos avulsos.

Composer.phar

O grande hit dos frameworks modulares atualmente é Composer. Ele é um gerenciador de dependências, não de pacotes (embora lide com as bibliotecas e os pacotes). O desenvolvedor escolhe quais são as dependências do projeto e ele se encarrega de instala-las e mantê-las atualizadas. A ideia do Composer mesmo sendo brilhante, não é nova, ele foi inspirado no npm (node.js) e bundler (ruby). Todas as dependências ficam em um repositório chamado Packagist, que na verdade é um agregador de repositórios.

Os frameworks modulares utilizam o máximo do que o Composer pode proporcionar. Ele permite que o desenvolvedor “instale” os módulos (pacotes) através dele, tornando muito mais dinâmico o uso dos frameworks modulares, hoje pode-se usar a classe de Rotas do framework A e usá-la no framework B, tornando-os quase plug-and-play.

Concluindo

A escolha de qual framework usar é muito complicada, vários fatores devem ser levados em consideração, existem micro-frameworks específicos para criação de APIs, outros são específicos para e-commerce, blog, etc. Não existe solução perfeita, cada projeto precisa ser levado em conta qual tecnologia usar. Muitas vezes o uso de framework dificulta a implementação de novos recursos, ele deve ser utilizado a favor do projeto, não contra. Uma vez que ele gera mais problemas do que facilita já deve ser cogitada a ideia da troca de framework.

Referências

  1. http://stackoverflow.com/questions/635007/framework-what-is-a-php-framework
  2. http://stackoverflow.com/questions/1506782/full-stack-versus-non-full-stack-mvc-php-frameworks-whats-the-difference
  3. https://getcomposer.org/doc/00-intro.md

 

Assine o plano de hospedagem que melhor atende suas necessidades a partir de R$8,42/mês*

Pedro Maia
Pedro Maia

Desenvolvedor front-end na DialHost, estudante de Sistemas de Informação na PUC Minas. Apaixonado por desenvolvimento de aplicações web e bacon.